TEMPO RASTEIRO

oioooo

Não demore, estou esperando

Estou sentado em algum lugar, um espaço no tempo

Não demore, aqui é frio

Estou caminhando para uma estrada quente, sem vida

Não demore, aqui é longo

Estou sozinha, em meio a quem eu não gosto

Não demore, você é única

Estou tentando ser eu mesmo, em um mundo proibitivo

Não demore, você me catalisa

Estou ficando velho, cansado e sem paciência

Não demore, você me entende

Estou vendo a vida passar

Não demore, me acompanhe

Estou terminando um texto

Não demore, você corrige

Estou vendo você

Porque chegou tão cedo?

Apenas não demore, nós vamos partir.

Por Arthur Rangel

Anúncios

Entrevista com a Lote 42

Lote 42 no Não Ultrapassado

Lote 42 no Não Ultrapassado

No dia 21, estivemos com os editores da Lote 42 na Mostra de Design 2014 em BH (na Praça da Liberdade), onde houve o lançamento do livro Desenhos Invisíveis do cartunista argentino Troche, que está em turnê pelo país depois de um Crowd Funding feito pela editora. Nesta oportunidade realizamos uma agradável entrevista com a jovem editora brasileira.
É uma editora ainda pequena com grandes planos e talentos distintos que formam uma verdadeira startup da área editorial. A dupla Não Ultrapassado esteve com João Varella, e estes nos falaram mais um pouco sobre a editora:

Esperando ser acordado

Esperando ser acordado

Não Ultrapassado: De onde veio a ideia de fazer uma editora “diferente”?E você considera que seja uma editora “diferente”?
João Varella: Considero, considero… A lote 42 eu considero que tenha uma personalidade sim. Veio da constatação que as principais editoras brasileiras estão tendo uma postura contra a tecnologia… De agressividade, de achar… de acreditar que a tecnologia é um inimigo, não um amigo da cultura. A gente conversou muito sobre mercado editorial, éramos apaixonados por livros e sempre perguntávamos “por que eles não fazem isso? E aquilo?Olha como dá pra fazer isso”. E até por uma questão trabalhista, eu com o dinheiro que eu tinha do FGTS, pois tinha sido despedido, eu me encontrei com o Thiago (sócio) e depois de uma reunião em uma pizzaria chamada Aqui em casa, nasceu a editora.

Não Ultrapassado: Então a editora veio das falhas que vocês viam em outras editoras?

Continuar lendo

OS 8 MAIS ANTIGOS (E IMPORTANTES) JORNAIS DO MUNDO

Pelos Editores do Não Ultrapassado

Os jornais são os meios mais antigos de informações confiáveis, sendo lidos e analisados por todos os que buscam alguma informação. Aqui separamos alguns dos que se destacaram e fizeram história, bem como os mais antigos e importantes jornais do mundo:

1- The New York Times

1 - New_York_Times_1914-07-29

→ Não é o mais antigo, nem o mais bonito e nem tem o maior número de exemplares, porém é o jornal mais importante e influente do mundo, sendo um balizador de informações e métodos de publicação. É publicado desde 1851 e circula quase 1 milhão de exemplares por dia;

Continuar lendo

As 10 bibliotecas mais bonitas (e importantes) do mundo

Nada no mundo representa melhor a vocação humana por conhecimento e estudo do que as bibliotecas, grandes ou pequenas, elas fazem parte de nossa história, aqui eu lhes trago as 10 mais incríveis, segundo a equipe do não ultrapassado:

 

1- A biblioteca do congresso nacional dos EUA

1- biblioteca dos EUA

– É a maior biblioteca do mundo em todos os sentidos, contendo livros em centenas de idiomas e exemplares únicos, sendo mais de 150 milhões de volumes. Estabelecida no ano de 1800

 

2- Biblioteca do Trinity College da Irlanda

2 - biblioteca irlanda

– Localizada em Dublin, no Trinity College, tem mais de 2 milhões de exemplares no estilo gótico, com exemplares únicos, inclui estatuas de grandes pensadores e instrumentos históricos.

 

3- Biblioteca Alexandrina Do Egito

3 - Biblioteca do Egito

– Construída no ano de 2002, com um visual neomoderno, supriu uma das necessidades históricas do oriente, tradicional em grandes bibliotecas, contem milhares de livros e um sofisticado sistema digital que integra a biblioteca ao mundo.

 

4- Biblioteca de Stuttgart da Alemanha Continuar lendo

A menina que pulou da cama e caiu escritora

Sonhadora

Por Arthur Rangel

Para a Sonhadora

Coitada da menina que queria voar

Ficava olhando o tempo passar da sacada do segundo andar

Como as gaivotas queria voar

Em um ato de loucura pulo da sacada, apenas queria voar

Mas de toda a sua larga vida sonhadora, a menina voou!

Uma pomba branca virou e no horizonte se perdeu

Pulou da sacada e saiu voando! Oxe menina! Que sonho!

Da mesma mania sua vizinha sofria

Coitadinha, queria ser escritora

Mas tinha medo de altura e não queria pular

Procurou o lugar mais alto do seu quarto, sua cama, e nela subiu

E a menina que queria ser escritora pulou de lá!

Assim fez a história da menina que pulou da cama e caiu escritora!

Porque no final da história, aos nossos sonhos só resta pular

Não importa a altura e o medo,

Que sonho! Oxe menina! Pule menina

E caia realizada

Os 9 Segredos que o Escritor Moderno se Recusa a Admitir

Ideias

1- É Difícil escrever:

Todos somos capazes de escrever, com o treino certo e com a prática, podemos nos tornar bons, mas a distância entre escrever e ser bom passa pela dificuldade de escrever a coisa certa no momento certo, escrever não é difícil, porém escrever a coisa certa na hora certa sim!

2- O livro é uma luta interna do escritor:

Todos concordamos que o livro foi feito para ser lido, mas sempre resta a dúvida: Como agradar duas partes que as vezes são muito diferentes? Digo, o escritor e o leitor. O livro é feito do escritor para o leitor, mas descobrir quanto do escritor irá em cada livro é uma luta interna difícil, como provocar o sentimento e o ritmo de leitura que o escritor quer nas palavras que o leitor lerá?

Duvidas e consultas

3 – Até onde não escrever é procrastinar?

Escrever não é apenas a arte de colocar palavras após palavras, é a arte de conhecer, interpretar e produzir conhecimento, porém, que tipo de conhecimento deve fazer parte da escrita? Este é um tema bem complexo, porém resta sempre uma dúvida, a sua leitura casual também absorve conhecimento para apoio posterior ou é apenas diversão? O fato de não estar produzindo conteúdo escrito ou pesquisando significa que você não está escrevendo? Em geral cada pessoa tenta descobrir o que faz parte de sua cultura, visto que ser escritor não é uma questão linear e igual para todos, descobrir este limite, é um segredo que poucos se dão ao luxo de descobrir.

4- Escrever é ser um profundo conhecedor da língua:

Muitas vezes, principalmente na língua portuguesa, existem várias palavras que descrevem uma mesma coisa, porém cada uma tem um uso e uma aplicação única, conhecer todas as palavras possíveis torna mais fácil transcrever o que o autor quer que seja sentido no momento, para isto não basta ser uma pessoa que senta em frente ao papel e escreve, o escritor, não importa em qual nível, deve conhecer a língua e a gramatica, não apenas para evitar os erros de português, mas também para transmitir de forma mais clara o objetivo da leitura de seu trabalho.

Dicionairo

5- Os primeiros rascunhos foram reescritos dezenas de vezes:

Nem o Stephen King foi agraciado em cada livro seu com apenas uma ideia e apenas um rascunho. A lixeira do escritor é uma companheira de histórias que descobriram acontecimentos melhores. O bom escritor não é aquele que tem a ideia e já coloca no papel, mas aquele que desenvolve o espirito da ideia, mesmo que o este deva ser reescrito dezenas de vezes até ter uma forma palpável.

6- O primeiro livro não necessariamente será o primeiro publicado:

Às vezes, a sua primeira ideia é boa demais, ousada demais ou simplesmente grandiosa demais para ser publicada como primeiro livro do autor(a), simples assim. O escritor, mesmo não sendo publicado, não deve descartar a ideia, deve finalizar ela e partir para a próxima e, em algum momento, ela será adequada para o momento do escritor.

Dificuldade

7 – Ser você mesmo é difícil:

Sim, ser você mesmo é difícil, pois acaba que gostamos de ser influenciados pelos outros escritores e de imitar seus estilos, porém há um limite para isto. Descobrir o seu próprio estilo é difícil e demorado.

8- Conhecer os leitores é difícil:

Nunca sabemos ao certo quem são seus leitores. São diversificados não pela idade, mas pelo o estado de espírito deles, por isto, muitas vezes você se surpreende quando descobre que tal pessoa é sua leitora.

115

 

9 – Apenas alguns lugares permitem que você escreva bem:

Somos pessoas físicas, e nosso cérebro é um órgão complexo, temos sentimentos, sentimos fome, medo, frio e outras dezenas de outras coisas. Ao final das contas, também temos necessidades por ambientes que permitam que o seu consciente trabalhe de forma fluída, apenas alguns lugares permitem que você seja 100% produtivo.